Apologética e Polemismo

Adão e Eva realmente existiram?

Para o Cristianismo toda a CERTEZA se fundamenta no que está ESCRITO, e é por isso que somos, inclusive, alertados a não ir “além”do que está escrito (1 Cor. 4:6).  Assim, se a Escritura diz que Adão e Eva foram literais, dependendo disso inclusive toda a realidade acerca do pecado, herança pecaminosa, sacrifício vicário de Cristo, etc., não há como consideramos o contrário.

Todas as citações bíblicas sobre Adão, ao longo de toda a Escritura, dão conta de que ele era sim um homem em sua literalidade, e não somente um personagem nalguma suposta parábola, ou um representante da raça humana.

Adão está presente em várias genealogias, como em Gn. 5:4, 1 Cr. 1:1, Lc. 3:38;

É considerado um homem em sua literalidade e existência, em 1 Tm. 2:13,14 –  1 Cor. 15:45, –  Oséias 6:7; – Rm. 5:14, – Jd. 1:14; – Jô 31:33, – etc. – E Eva, igualmente, é considerada como literal (1 Cor. 11:9; 2 Cor.11:3; 1 Tm 2:13).

Certamente que se Adão não foi um personagem real, e ainda que isso não comprometesse a pessoa de Jesus Cristo, comprometeria pelo menos as razões de seu ministério e sacrifício.

Se Adão não existiu, o pecado não entrou no mundo e nem passou para todos os homens;  E se isso não aconteceu, não houve separação entre o homem e Deus; E se não houve separação entre Deus e o homem, o “religare” é vão;  Assim, não havendo pecado e nem separação entre Deus e os homens, por que então morreu Jesus na cruz?

Portanto, não há como admitir  que Adão, Eva e a Serpente tenham sido um mito, símbolos, etc. –  Se Jesus é real,  não há porque não crer que a narrativa de Gênesis também seja.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *